FANDOM


Sind é um menino que estava sendo mantido em cativeiro no quarto dos biscoitos, em Punk Hazard. Ele foi libertado com o resto das crianças por parte dos Chapéus de Palha.

Aparência

Sind tornou-se muito maior do que um menino de tamanho média devido aos experimentos feitos com ele em Punk Hazard. Sua cabeça é bastante grande e não muito proporcional ao seu corpo. Ele tem o cabelo azul (loiro no anime), que é despenteado e vai até seus ouvidos, ele também tem sobrancelhas de cor azul (loiras no anime). Ele usava uma camisa sem mangas com shorts, até Kin'emon dar a todos jaquetas contra o frio. O casaco era de cor clara, com um capuz de cor escura, e pelo de animal nas mangas.

Em uma fotografia mostrada por seus pais, ele pode ser visto em seu tamanho normal, que era a de uma criança normal.

Galeria

Sind Photo.png
Uma foto de Sind, antes dele ser sequestrado.
Sind in Digital Manga.png
Esquema de Cores de Sind, digitalmente colorido no mangá.

Personalidade

Quando ele conheceu os Chapéus de Palha, ele achou Franky muito legal, e cantou uma canção sobre o quão legal ele era. Ele estava desesperado para sair do quarto dos Biscoitos.

Quando privado da droga NHC10, Sind se tornou muito agressivo, socando brutalmente Luffy em uma parte do edifício. Fora isso ele é uma criança tímida normal, como quando ele estava com medo de cabeça decepada de Kin'emon.

Habilidades e Poderes

Devido às experiências, Sind tornou-se muito maior e, portanto, mais forte do que crianças normais, como ele era forte o suficiente para fazer Luffy bater em uma parede com apenas um soco.

Sites de Navegação

Organização do Caesar Clown
Habilidades
Artigos Relacionados

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória